Silas aponta amadurecimento

|
"Gostei da maturidade do time, isso que é importante, nessa busca pelo equilíbrio. O emocional conta muito, está melhorando. Tem jogador aprendendo na marra, nunca tinha jogado a Série B. Eles têm que pensar na evolução individual e se entregar, para jogar no Avaí é assim" - analisou Silas.
Análise da partida - "Estamos contentes pela vitória. Mudamos um pouco a forma de jogar, até pelo desgaste. O primeiro tempo foi brigado, poderíamos ter saído com o empate. No segundo pedi para eles não se pilharem para não serem expulsos. Alguns jogadores aproveitaram a oportunidade, como o Diego Jardel, o Capa. Conseguimos um equilíbrio no que pedi, a transição defensiva."
Ponto alto da equipe - "Um dos motivos da gente estar em um momento melhor é que aparece um goleador. O William está em um momento delicado, e o Romulo em três jogos, três gols. O Lucas Fernandes a gente pede para entrar na área e isso tudo é a construção de um time."
Confiança contra o Vasco - "O torcedor, quando para pensar no que está acontecendo, tem que dar razão para a gente. É um processo de reestruturação e temos um presidente que sabe ver isso. Sou avaiano e se quiserem me mandar embora por causa do resultado, vou seguir torcendo. As pessoas às vezes só enxergam o lado ruim e o trabalho vai por água abaixo por causa disso."
Manutenção da formação - "Falei lá atrás que daqui a pouco eu teria opções, com dois atletas para cada posição. Jogadores com características diferentes. Assim você vai formando um time e não se faz isso em pouco tempo. O Barcelona demorou 25 anos, a Alemanha, 14. É a evolução do futebol."
Melhora no clima interno - "Quando saio de casa e venho para o treino e jogo, eu penso no que melhorar. No que não depende de mim eu tento relaxar, mas é difícil, sofro com a falta de resultados. Espero trabalhar só mais 10 anos com isso, depois eu vou largar."
Atuação de capa - "O Capa é carniça, é aquele cara que morde o tornozelo do cara, não larga, é uma característica. Ele não é alto, mas tem a impulsão, não perde na cabeça. É atrevido, lembra o Julinho, mas é mais lateral. É mais um. Com essa atuação, o João tem sombra, o Capa tem sombra." Paulo Silas via Globo Esporte

Um comentário:

Aloísio Campeche Silveira disse...

Tomara que seja realmente uma melhora verdadeira. Não soubemos ganhar jogos de adversários menos fortes. Daqui prá frente, até o final do turno, só enfrentaremos clubes melhores classificados do que nós.

Segue firme Leãããooo!!!

Postar um comentário