A confiança cresce no Avaí

|
Depois de trabalhar por mais de uma semana, o Avaí teve oportunidades de vencer o jogo diante do Oeste, mas esbarrou nos seus erros e também nas poças de água, por conta da forte chuva na capital catarinense. Ao menos, a equipe expandiu a série invicta para seis partidas e está sendo ajudada pelo resgate de atletas que andavam em baixa. Uma evolução que foi destacada por Silas.
Se não conseguiu ampliar a vantagem do Z-4 que o técnico Silas tanto desejava para, enfim, poder começar a sonhar com a parte alta da tabela - poderia, inclusive, ter terminado a noite de sexta-feira na oitava posição, o Leão teve dois nomes que agradaram ao técnico Silas: Lucas Coelho e Tatá.
A dupla teve desempenho destacada. Pode-se dizer que o atacante emprestado pelo Grêmio fez a sua principal atuação com a camisa do Leão. Apesar de não ter marcado, a briga e as chances criadas por Lucas Coelho empolgaram, tanto que, ao ser substituído, foi aplaudido pela torcida. Tatá, que tem alternado momentos bons e ruins, entrou ainda no primeiro tempo e exibiu oportunismo ao marcar o gol de empate, o único do Leão - ainda teve oportunidade de dar a vitória para o Leão no fim do jogo.
Se a atuação não foi das melhores, Silas tratou de enxergar um ganho ao poder contar com a personalidade de alguns jogadores que antes estavam mais apagados: "Fico feliz porque hoje o torcedor reconheceu que o Lucas Coelho vai ajudar. Está aparecendo o grupo. Hoje (sexta) estávamos sem o William, o Gabriel, o Lucas Fernandes, que era um 12º jogador, e eles (os substitutos) deram a resposta, a confiança está no grupo.  É um bom sinal para o futuro". via GE

Nenhum comentário:

Postar um comentário