Avaí agrada em casa, mas e fora?

|
"A partida diante da torcida contra o Vasco foi algo que fez brilhar os olhos de quem já não sabia mais como era ver o time azul e branco jogar com raça. Foi a melhor apresentação do Avaí na Série B. Soube jogar de igual para igual e em alguns momentos ainda foi superior.
O que é para se deixar claro é que a fase do William que não era boa está ainda pior. Pode ser a responsabilidade da faixa de capitão, pode ser o próprio peso ou fator psicológico, a simples conclusão é que do jeito que está não dá para ficar. Rômulo não ficou de fora porque o pé e o peso não estavam na forma? Falando nele, o jovem atacante tem sido destaque no time azurra, quatro jogos e quatro gols, além de que coincidência ou não desde que Rômulo voltou o time não perdeu.
 Às vezes essas associações fazem bem ao pensamento positivo. Ele que não apresentou no inicio do ano um bom futebol, era um horror em campo, voltou e tem mostrado que quer permanecer no time. Outro que agrada e muito quando entra é Lucas Fernandes, o guri para acelerar o time. Judson que também ficou por um tempo fora e antes não agradava, voltou contra o Vasco e foi muito bem.
É a primeira sequência de vitórias do Avaí na Série B e as duas foram em casa, isso dá um gás ao time hoje para tentar manter os resultados positivos. O desafio não será apenas o Paraná, mas sim jogar fora de casa. O Leão ainda não venceu longe da Ressacada e se quer brigar por algo a mais, sem ser a triste luta contra o rebaixamento para a Série C, é preciso que exista uma regularidade, sem importar com o mando de campo. O pedido para o técnico Silas é apenas um, não inventa muito professor, faz o simples que tem dado certo." Cacau Corazza via Infoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário