Coletiva pós-jogo de Silas

|
"Foi um jogo equilibrado, mas o Avaí precisa se impor dentro de campo. Precisa lutar e mostrar quem manda. Eu falei para eles depois do jogo que a gente não precisava sofrer no fim. Eles tiveram domínio do jogo. Então vamos treinar essa semana para que eles saibam muito bem o que cada um tem que fazer para gente voltar com três pontos contra o Brasil de Pelotas."
O jogo - "Eles fizeram o que pedi para eles antes de jogo. Eu tinha alertado sobre a dificuldade, mas no setor defensivo foi tranquilo. Eles não tiveram muitas bolas na área. Era um time desfalcado, acho que isso pesou para o Londrina. Hoje, tomamos muito cartão amarelo, mas o bom é que está zerando. Foi uma vitória importante. O Jardel fez o gol. O Gabriel também jogou bem. Agradeço ao departamento médico."
Lucas Coelho - "Futebol é engraçado, há um mês me chamavam de burro por colocar o Lucas Coelho, e hoje foi por tirar. Mas estou feliz. Até o fim da rodada estamos em 11º lugar. Agora vamos buscar a vitória contra o Brasil de Pelotas."
Jardel e William - "Dei confiança para o Jardel no treino, depois de uma bola que ele encaixou.  Hoje, em alguns lances do jogo, se notou a inexperiência do time. E precisamos trabalhar isso aí. William está um pouco impaciente, mas quase fez hoje no início do primeiro tempo."
Gabriel - "Ontem eu fiz um coletivo, o que não é normal antes do jogo, mas eu fiz porque eu precisava ver o Gabriel. Tatá passou mal. A gente lida com muita coisa inesperada e isso arrebenta com o trabalho da gente. Gabriel, apesar da pouca idade, é muito maduro. Fez um baita jogo hoje. Companhia do Fábio Sanches está ajudando ele."
Vendedor de ilusões? - "Eu continuo com o pé no chão. Perdemos jogadores importantes por lesão e cartões. Alguns jogadores vieram para jogar como titular, mas não conseguiram encaixar. Precisamos desses caras a mil por hora. Isso tudo atrapalha muito o nosso trabalho. Se ganharmos do Brasil e do Bahia depois, são 9 pontos. Dá para dar uma respirada. Esse tem sido um lance difícil para o Avaí, mas não vamos correr, porque eu acho que no final do ano vamos nos abraçar com o sucesso do projeto." Paulo Silas via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário