A falta de vitórias fora de casa

|
O Avaí começou o primeiro turno muito abaixo do esperado. O time que começou falando em voltar a elite, depois cair em 2015, ainda briga se manter longe da zona de rebaixamento. A vantagem é que o grupo perdeu apenas uma vez na Ressacada, contra o JEC, empatou duas e venceu seis partidas. Fora de casa é que está o maior problema: nenhuma vitória e apenas três empates.
O aproveitamento em casa foi surpreendente e o Avaí conquistou vitórias importantes, como contra o Vasco e CRB por 2 a 1 e o placar expressivo contra o Ceará, por 4 a 2. Dos quatro primeiro colocados, o Leão só empatou contra o Atlético-GO, em 1 a 1. Dos 12 pontos, o time azurra levou 10. Durante o primeiro turno o padrão se manteve e o grupo fez 23 dos 27 pontos possíveis, o que rendeu o aproveitamento de 74% e ajudou a escapar de terminar o turno no Z-4.
Fora de casa, no entanto, muita decepção para o torcedor. Foram sete derrotas. Número expressivo, já que o time teve 10 jogos na casa de seus adversários da Série B do Brasileiro. Foram apenas três empates: dois com um gol para cada lado - contra Tupi-MG e Luverdense - e o confronto contra o Paraná que terminou sem gols. O rendimento fora de casa foi de apenas 10%. 
Para o returno, o grande desafio do Avaí, portanto, é vencer fora da Ressacada. O zagueiro Alemão e o goleiro Renan são dois exemplos que podem dar esperanças ao torcedor. Ambos falaram recentemente que o grupo está focado em reverter o que foi feito de errado no primeiro turno. Eles querem brigar agora é pelo acesso, mas óbvio, sem tirar o olho de quem vem debaixo, porque a zona de rebaixamento está logo ali. via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário