"O Avaí faz coisa, mas é preciso batalhar"

|
Poucos conhecem o Avaí tão bem quanto Marquinhos. Feliz por poder estar novamente dentro de campo, auxiliando os companheiros, ele tratou de destacar a maneira como o grupo avaiano batalhou para buscar a vitória diante do Luverdense. O gol de Rômulo foi feito somente aos 46 minutos do segundo tempo, e o meia entende que o clima tende a melhorar no Leão.
Marquinhos explicou que “somente a camisa” do Avaí não irá ganhar os jogos. Será preciso exibir muito mais caso a equipe deseje chegar mais longe na Série B do Brasileiro. Porém, o jogador gostou da entrega dos companheiros: "O Avaí faz coisa, é como o torcedor fala, mas é como eu falei, mas desde que o jogador batalhe até o final, a camisa sozinha é grande, mas não corre, não bota para dentro, temos que batalhar, fomos premiados." 
Marquinhos sabe que ainda há muita coisa a ser corrigida na equipe. A exibição diante do Luverdense deixou a desejar em alguns aspectos, porém, os próximos dias devem ser mais tranquilos por conta das duas vitórias seguidas: "Ter duas vitórias (seguidas) na Série B é difícil, então enquanto houver chance, a gente vai acreditando. Agora é se distanciar do pelotão de trás, então é melhorar. O mais importante é a vitória, corrigir na vitória é melhor. Jogador tem que acreditar, acreditar em si, é o que a gente sabe fazer, é jogar futebol. Temos muito a melhorar com o Claudinei, mas como falei, na vitória é muito melhor corrigir os erros. A gente começa a acreditar nas coisas." via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário