Um presente do Avaí para o Grêmio

|
Em 2013, chegou ao Grêmio um garoto de 17 anos que havia se destacado num jogo contra o próprio Tricolor gaúcho no ano anterior, num torneio de base. Veio sem custos, como contrapartida para a ida do meia Marquinhos para o Avaí. Hoje, Walace vale, pelo menos, 10 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões), dos quais o clube tem direito a 60%.
Baita negócio para o Grêmio - O clube já tem data para receber uma proposta oficial pelo volante. O marcador que está com a seleção brasileira disputando os Jogos Olímpicos receberá uma oferta oficial na quinta-feira. Uma reunião do representante do atleta com a direção gremista apresentará os valores prometidos. Mais de um clube desejam contar com ele.
O Grêmio definiu em 10 milhões de euros (R$ 35 milhões) como preço mínimo para iniciar uma conversa, mas espera receber entre R$ 42 milhões e R$ 52 milhões.  As propostas serão entregues antes do fim da semana. A partir daí o Grêmio poderá analisar, aceitar ou mesmo encerrar conversas. Walace tem contrato até junho de 2018 e o Tricolor possui 70% dos direitos econômicos dele.
Walace tem 21 anos e foi contratado do Avaí. A negociação é considerada sucesso absoluto no Grêmio, já que o jogador custou apenas R$ 500 mil, valor que o clube de Santa Catarina precisava pagar para ficar em definitivo com o meia Marquinhos. E preferiu enviar o volante que se destacava na base. via UOL e Globo Esporte

Um comentário:

ney.lf disse...

Esta é a Diretoria competente do Zunino que certos setores da imprensa insistem em dizer que foi exitosa.
Afundou o clube em dívidas e deu de presente seus valores da base. Se alguém ganhou certamente não foi o Clube.

Ney Lúcio Félix

Postar um comentário