"A gente vai para uma guerra"

|
"O Avaí cresceu na hora certa". Muito se tem ouvido falar sobre como o Leão está diferente depois da chegada de Claudinei Oliveira, mas também depois da volta de Marquinhos. E num momento desse, a torcida fica apreensiva a respeito da condição física do jogador: M10 tem que estar sempre bem para a próxima partida. Vez ou outra, ele ainda sente dores durante os treinamentos, mas garante que já sofreu muito mais e nada deve tirá-lo dos próximos jogos.
- A gente se prepara de uma maneira mais adequada perante o momento, mas isso não vai tirar a gente no jogo. Eu estou sentindo bem menos do que quando eu comecei a jogar, é uma dor que vai diminuindo. Não vai ser motivo pra gente entrar com o pé mole, a gente vai entrar pra uma guerra porque o Paysandu vem pra outra guerra.
A respeito da forma de jogar do Leão, Marquinhos foi enfático: o Avaí precisa ter cautela e frieza para sair vencedor, já que o equilíbrio marca os confrontos entre Avaí e Paysandu: Em 9 jogos, 3 vitórias para cada lado e 3 empates.
- Equilíbrio, tomara que a gente possa marcar a quarta vitória do Avaí. É uma equipe que é bem treinada, com um treinador de uma nova safra. Temos que valorizar a posse da bola, organizado, direitinho como a gente está. Tentar pressionar com o apoio do torcedor, mas não ir na empolgação e acelerar de qualquer. via Infoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário