Avaí entra no G-4

|
O Avaí vive uma fase impecável na Série B, Em sete partidas, o Leão tem seis vitórias e um empate. Resultados que colocaram o time no G-4. A última rodada foi perfeita. Após vencer o Joinville num clássico tenso, com confusão fora de campo por parte da torcida do JEC, os avaianos contaram com os empates de Bahia com o CRB e do Brasil com o Tupi para terminar em terceiro.
O momento é bom, mas não da para relaxar. Afinal, apenas três pontos separam o Leão do 10º colocado, o Náutico. A disputa pelo acesso está acirrada e as próximas duas partidas são vitais. No dia 30 de setembro, o Leão recebe o Paysandu e no dia 4 de outubro o Goiás. Vencer os jogos pode garantir à equipe uma gordurinha. A empolgação da torcida é grande e faz a direção esperar um grande público na sexta-feira, contra o Papão. Apesar do bom clima, Claudinei Oliveira prega cautela.
- Já conquistamos muita coisa, saímos de candidato ao rebaixamento a candidato ao acesso, mas não podemos esquecer de onde estávamos. O torcedor cobrava, pressão pelo resultado e chegamos com muita luta, empenho, não podemos mudar o comportamento. Estamos mostrando a força do grupo, que dá resposta positiva. Não falta luta. Vamos dar mérito aos atletas e esperamos uma boa semana de trabalho para montar o time com o Paysandu - analisou Claudinei.
Diferencial vem da base do clube - Um dos grandes responsáveis por esse crescimento é Romulo. O atacante fez cinco gols neste período e passou a ser o artilheiro do Leão, com 10 tentos. O início de Brasileirão de Rômulo não parecia ser promissor. Ele passou um período longe dos gramados, logo no início da Série B o atacante ficou trabalhando separadamente o condicionamento físico. Na época, o técnico do Avaí era Silas, que queria o jogador mais magro.
Parte da torcida desconfiava de Rômulo, cria da base do Leão e que desde a reta final de 2014 alterna bons e maus momentos. Pois a fase de Rômulo neste momento é ótima. Contra o JEC mais uma vez ele foi o decisivo: "Rômulo é um jogador diferente, competitivo, ele consegue entrar na área, finaliza bem. Temos incentivado a ir para cima do adversário. Está sendo premiado pela luta dele. Tendo dois, três jogadores que façam gols é o que todo técnico quer. Isso com uma defesa sólida você consegue alçar voos longos - analisou Claudinei.
Os jogos do Leão - Faltam 11 partidas até o fim da Série B, matemáticos apontam que o time que conseguir 65 pontos garante o acesso, apesar que pelo rendimento das equipes até aqui este número pode até ser mais baixo. Mas considerando essa pontuação de 65, o Leão precisa de mais 23 pontos para chegar a elite. via Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário