Avaí evita "espremer" Marquinhos

|
Nem que seja por 45 minutos, Marquinhos tem importância para o Avaí. Foi por conta disso que o técnico Claudinei Oliveira levou o ídolo azurra para Fortaleza e colocou o camisa 10 para atuar apenas no primeiro tempo. Em campo, o meia conseguiu ter boa atuação e ajudou a segurar o empate diante do Ceará. Quando foi substituído, o Leão perdeu criação.
A situação, segundo Claudinei, estava prevista. Ainda em busca da melhor forma, M10 tem apresentado evolução, diz o técnico. A ideia é não desgastar o atleta de 34 anos e evitar sobrecarga.
- Estava pré-determinado, tive reunião com o Marquinhos. Ele vem evolução física e está dentro do programado, ele sabia que jogaria só 45 minutos. Queremos colocar ele na condição de excelência e apostamos em ter o Marcos bem. Não adianta espremer mais do que dá - alertou o treinador.
Marquinhos tem sido escolhido ao lado de outros jogadores mais experientes para dar uma sustentação nesse início de trabalho, como João Filipe e Betão. Claudinei deseja dar suporte mais ao grupo e retomar a tranquilidade em campo. Para ele, isso tem dado resultado.
- Quando os resultados vêm, o jogador ganha confiança. Saímos tocando bolas com qualidade, triangulações. O resultado traz confiança, os atletas olham dando resultado, vendo que não há risco, e os jogadores experientes são importantes. Temos o maior exemplo que é o Zé Roberto, com 41 anos, e o Marquinhos está bem, pode jogar muito ainda, ele está querendo, interessado. Você tem o Betão ali atrás, o João Filipe. Todos foram bem e estou muito satisfeito.
Durante a semana, a condição física de Marquinhos será avaliado. O próximo compromisso do Avaí é sábado, diante do Criciúma, às 16h. O duelo é válido pela 24ª rodada da Série B. via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário