Avaí vira e mantém sonho do G4

|
O sonho do Avaí de retornar à Série A após o início ruim na Série B está cada vez mais perto de se tornar possível. Ontem o Leão conquistou uma importante vitória sobre o CRB em pleno Rei Pelé por 2 a 1, de virada, e diminuiu para dois a distância de pontos para a equipe alagoana, que ao início da rodada abria o G4. Agora, o Avaí é o nono colocado, com 36 pontos, contra 38 do CRB.
A vitória, de virada, veio após uma atuação convincente dos visitantes. O time da casa começou avassalador, abrindo o placar logo aos cinco minutos com Neto Baiano. No entanto, o jogo começou a mudar quando o lateral Peri foi expulso no fim do primeiro tempo, o Avaí empatou com Renato cobrando falta e, na etapa final, virou com Lucas Coelho após uma falha de Marcos Martins.
O jogo - Disposto a apagar a má impressão deixada a seu torcedor na derrota contra o Vila Nova no sábado, o CRB começou a partida se impondo como mandante e tomando as ações. O resultado dessa pressão foi bola na rede: logo aos cinco minutos, Marcos Martins cobrou escanteio da direita e o oportunista Neto Baiano apareceu para tocar no fundo do gol e abrir o placar.
Acuado de início pela postura agressiva do CRB, o Avaí teve seu primeiro bom lance de ataque aos 13 minutos. Romulo aproveitou vacilo de Marcos Martins após bola cruzada na área, dominou na área e bateu cruzado raspando a trave do goleiro Juliano. Três minutos depois, Alemão recebeu na ponta direita, mandou uma bomba de primeira e novamente assustou o time da casa.
A partir de então, o jogo já não era o mesmo. O Avaí cresceu de produção e passou a criar as melhores oportunidades, enquanto o CRB não conseguia repetir o que fez nos primeiros dez minutos. Aos 22, nova chance avaiana: Romulo fez belíssima jogada individual pela ponta esquerda, deixou o defensor regatiano no chão e mandou uma bomba à esquerda de Juliano.
O ritmo intenso do jogo esquentou as coisas dentro de campo, com jogadores das duas equipes dividindo forte e se estranhando. Aos 42 minutos, a situação piorou: o Avaí chegou pela esquerda com Renato, que recebeu lançamento longo, ia em direção ao gol mas foi derrubado por Peri. O lateral do CRB já tinha um cartão amarelo, recebeu outro e foi expulso. Para complicar ainda mais a vida do time da casa, o mesmo Renato cobrou a falta e marcou um belo gol para deixar tudo igual no Rei Pelé: festa dos visitantes e revolta da torcida do CRB com a arbitragem.
O segundo tempo foi semelhante ao primeiro: início de pressão do CRB seguido de domínio do Avaí. O time da casa criou boas chances nos primeiros dez minutos. Logo aos quatro, Gerson Magrão recebeu cruzamento de Marcos Martins, aproveitou falha de Alemão e, livre de marcação, mandou para fora. Aos dez, Gerson Magrão serviu Neto Baiano, que mandou para fora da entrada da área.
Depois, o Avaí passou a controlar a posse de bola e, aos 19, chegou perto de marcar após uma falha de Juliano, que entregou a bola de presente para Romulo. No entanto, o goleiro se recuperou e defendeu o chute do atacante adversário após o erro. Aos 24, o camisa 1 do CRB voltou a salvar a equipe regatiana defendendo finalização perigosa de Renato.
A equipe da casa ia se sustentando com um jogador a menos, mas levou um golpe aos 32 minutos. Marcos Martins errou ao recuar para Juliano e deu de presente para Lucas Coelho, que limpou o goleiro e mandou para o gol vazio, virando o placar para o Leão. O gol, nascido de uma falha, praticamente acabou com as forças do time da casa, que encontrou um adversário muito fechado nos minutos finais e não conseguiu arrancar ao menos um empate. 
Cartões Amarelos: Peri e Olívio (CRB); Romulo, Eduardo Alemão e Luiz Gustavo (Avaí)
Cartão vermelho: Peri (CRB)
Gols: CRB: Neto Baiano, aos cinco minutos do primeiro tempo; Avaí: Renato, aos 43 minutos do primeiro tempo, e Lucas Coelho, aos 32 minutos do segundo tempo
Avaí: Renan; Eduardo Alemão, Betão, Fábio Sanches e Capa; João Filipe (Luiz Gustavo), Luan (Jajá), Renato e Diego Jardel (Tatá); Lucas Coelho e Romulo. via Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário