Ceará recebe Avaí na Arena Castelão

|
A última partida da 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro reserva emoções fortes para seus torcedores. De um lado, uma equipe que precisa voltar a vencer para se manter dentro do grupo que busca vaga na elite do futebol nacional. No outro, um time com duas vitórias consecutivas, e que precisa acumular pontos para seguir subindo na tabela.
Este é o cenário de Ceará e Avaí, equipes que se enfrentam hoje, às 18h30, na Arena Castelão, em Fortaleza. O Vozão, quarto colocado, não vence desde a 17ª rodada, quando derrotou o Vila Nova, por 4 a 3. Desde então, conquistou apenas 4 pontos em 5 jogos, viu o CRB subir para na tabela e o Brasil/RS diminuir a diferença entre os 2 para apenas 1 ponto.
Na última rodada, inclusive, a equipe cearense arrancou um empate suado em 2 a 2 contra o Atlético-GO, adversário direto na luta pela vaga para a Série A do Brasileirão. Para o zagueiro Charles, que esteve em campo contra o Dragão, a equipe precisará retomar o caminho das vitórias para não ter a vaga no G4 ameaçada pelos gaúchos.
“Não estamos jogando mal, mas os resultados não estão aparecendo. Temos que manter a tranquilidade e continuar treinando para que as vitórias possam aparecer. Sabemos que a equipe do Avaí é qualificada, mas tentaremos colocar em campo o nosso melhor futebol. Precisamos recuperar essa distância, a gordura que tínhamos para o quinto colocado”, afirmou Charles.
No lado do Avaí, a situação é diferente. Após duas derrotas seguidas, o time de Claudinei Oliveira se reergueu, venceu importantes partidas contra Sampaio Corrêa e Luverdense (2 a 1 na última rodada), e conseguiu ascender para a 11ª colocação no torneio nacional. Anteriormente, a equipe já havia transitado por um tempo na zona de rebaixamento para a Série C.
Apesar dos dois gols de Rômulo na vitória sobre os mato-grossenses na partida mais recente, o destaque do Avaí continua sendo Marquinhos. O ídolo que ainda está em recuperação de lesão, jogou por 70min, mas ainda é dúvida para a partida contra o Vovô, por se tratar de uma viagem longa.
“Estou a 60 ou 70% do meu ideal. Meu joelho não é mais problemas, mas tenho muitas dores no tendão, uma consequência por ter jogado lesionado no ano passado. Estou à disposição, vamos ver se poderei jogar”, comentou o meia. Avaí: Renan; Fagner Alemão, Fábio Sanches, Betão, Capa; Luan, Renato e Marquinhos (Diego Jardel); Tatá, Romulo e William. via Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário