Avaí vence e mantém a 3ª posição

|
Das últimas oito vitórias, essa, diante do Goiás, talvez tenha sido a mais difícil pro Avaí. Com um gol antes dos dez minutos de jogo, e outro no último minuto, o Leão venceu um Goiás que dominou o jogo, e teve chances de, pelo menos, empatar. No fim, o resultado foi excelente pro Avaí, que ainda comemora o fato de abrir três pontos pro quinto coloca, que hoje é o Náutico.
1º tempo - Logo no primeiro minuto de jogo o Goiás assustou com o lateral-direito Sueliton, que avançou em velocidade e bateu forte. A bola tocou no gramado molhado e surpreendeu o goleiro Renan, que bateu roupa, mas se recuperou em seguida.
Porém, aos nove minutos, o Avaí utilizou, mais uma vez, a bola parada pra sair na frente do placar. Marquinhos cobrou escanteio, o goleiro Márcio socou pro alto e depois de um bate e rebate na área, a bola sobrou na pequena área e o garoto Vitor deu um toque nela pra mandar pro fundo do gol. Primeiro gol dele como profissional, no primeiro jogo como titular.
Depois do gol o Avaí foi dominado pelo Goiás, que criou chances de empatar. Aos 18, Léo Lima, de fora da área, soltou uma pancada e fez Renan trabalhar. Depois, em dois lances de ótima visão de jogo de Léo Sena, o Goiás chegou com perigo. No primeiro, Capa desarmou bem o atacante Rossi. Já no fim da primeira etapa, Léo Sena deixou Patrick na cara do gol, mas Renan salvou o Avaí.
2º tempo - A segunda etapa foi bem movimentada na Ressacada. O Goiás, com maior domínio da bola, criou mais chances de gol. Logo aos seis minutos, Léo Gamalho, de cabeça, levou perigo, mas parou em Renan. O goleiro avaiano apareceu de novo aos oito minutos, quando Léo Lima, da entrada da área, soltou uma pancada e obrigou Renan a espalmar pra escanteio.
Aos 23 minutos, o zagueiro Felipe Macedo deu uma trombada no técnico Claudinei Oliveira, ao se posicionar pra cobrar um lateral. Foi o suficiente pra iniciar uma confusão envolvendo jogadores e comissões técnicas. No fim, o zagueiro do Goiás, o goleiro reserva do Avaí, Kozlinski e o Claudinei foram expulsos. 5min depois, Gilson Kleina, por reclamação, também foi mais cedo pro chuveiro.
Com um a mais, o Avaí chegou com mais facilidade e quase fez o segundo com Diego Jardel, aos 33, em chutaço de fora da área. Márcio fez uma bela defesa e botou pra escanteio. Aos 38, Léo Gamalho, em mais um cabeceio, parou em Renan outra vez. Já no minuto final do jogo, aos 50, Rômulo avançou livre, em contra-ataque, e bateu no gol. O goleiro Márcio defendeu, mas no rebote, Renato aproveitou e estufou a rede, fechando o placar em 2 a 0.
Ficha técnica
Avaí: Renan; Alemão, Fábio Sanches, Betão e Capa; Luan, João Filipe (Judson), Renato e Marquinhos (Caio César); Vitor (Diego Jardel) e Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira
Goiás: Márcio; Sueliton, Felipe Macedo, Alex Alves e Juninho; David, Patrick (Marcão), Léo Sena (Murilo Henrique) e Léo Lima; Rossi (Carlos Eduardo) e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina
Cartões amarelos
Avaí: João Filipe, Renan, Capa e Marquinhos
Goiás: Léo Lima e Sueliton
Cartão vermelhos
Avaí: Mauricio Kozlinski e Claudinei Oliveira (técnico)
Goiás: Felipe Macedo e Gilson Kleina (técnico)

Nenhum comentário:

Postar um comentário