Coletiva pós-jogo de Claudinei Oliveira

|
"O grupo está acreditando. O torcedor está acreditando, as coisas começam a convergir para o sucesso. Não acho que nos garanta o acesso, podemos até perder o fio da meada se pensarmos assim. É ter os pés no chão, humildade, descansar e pensar no Vasco. Fico feliz, pois a gente abre a rodada, fizemos a nossa parte, os adversário estão pressionados. O objetivo foi cumprido, mas sem muita empolgação. Fomos bem na nossa proposta, sofremos um pouco, mas fizemos um bom jogo."
Avaliação - Uma vitória, a gente sabe a história do Avaí, de que faz coisa, mas essa vitória diz muito para os atletas. É uma alegria de todos, o gol do William o que gerou de felicidade, o gol do Tatá no final. Festa no vestiário, mas sabemos que temos um caminho a percorrer. Temos essa maneira de jogar, aguerrido, encaixamos a marcação, fizemos mais um gol, e tivemos chance de fazer até mais."
Ausências - "João Filipe e Marquinhos são grandes jogadores, nunca lamentei ausências. Quem entra merece jogar, boto quem eu tenho de melhor. Acredito muito nessa meritocracia. Gustavo entrou muito bem, está merecendo jogar, poderia ter colocado o Betão ali como Gabriel na zaga, mas ele merece jogar, está treinando bem. Ai na hora que tem oportunidade vou improvisar."
Dificuldades - "Vila veio no losango, e quem fazia a jogada puxava um lateral ou volante. Mas quando colocamos o William perto do Jardel, demos um passo para trás, mas equilibramos. A partir das mudanças, encaixamos melhor a marcação e melhoramos, apesar do Vila ter mais posse de bola."
Adversário - "Ele tem que falar da equipe dele, a equipe do Vila teve mais posse de bola. Merecimento a gente mereceu também...é proposta de jogo. Colocamos duas bolas fora de casa. A estratégia boa é a que vence, respeito a estratégia dele, as palavras dele, já acompanhei muitos jogos fora de casa dele assim, mas não dá para falar em merecimento. Merecemos porque fomos mais felizes na nossa proposta. Ele encurralou, batalhou e tentou, mas conseguimos fazer o gol. Concordo que ele teve mais volume e posse de bola, mas isso não é garantia de sucesso."
Grupo unido - "Eles são amigos, é uma coisa muito forte, amigo, porque temos poucos na vida né? Eles ficaram felizes, pois o William fez o primeiro gol. Sofreu, foi para o DM, estava sendo cobrado, ficou muito tempo sem marcar. O Tatá a mesma coisa, as vezes não é compreendido pelo torcedor, quando coloca a gente é questionado. Vai dizer que o Tatá não se dedica? O William não está mais magro? Se fosse escrever um roteiro de hoje, eu queria ganhar de virada com gols do Tatá e William. Pelo que tem batalhado, se esforçado, acho que foi justo. Alegria foi em cima disso."
Jogo contra o Vasco - "Para mim é melhor uma vitória do que dois empates, mas não quero perder. Eu prefiro que tenha um intervalo, vamos recuperar o João Filipe e o Marquinhos, fazer os trabalhos que tem que fazer. Descansar o pessoal, talvez sexta ou sábado fazer um trabalho bem elaborado. E pensar bem no Vasco, pensar na transição, na troca de passes, triangulação e confiança. É fazer um trabalho bom, saber algumas coisas para corrigir. Nesse momento é bom dar uma descansada."
Jajá não utilizado - "Foi aproveitado contra o Atlético-GO, eu vi algumas características do Jajá, de posse de bola, mas hoje precisávamos de um jogador mais aguerrido. E o Judson tem essa característica, o Jajá dá mais posse de bola, tem boa finalização. Todos estão muito dedicados, mas é características. Eu precisava de um jogador mais brigador, e achei isso. É uma opção, olhamos para todos da mesma maneira e tentar escolher o pode ser melhor contra o adversário."
Secar os rivais - "Como a gente ganhou o jogo, não precisamos secar ninguém, temos mais uma rodada no G-4. Faltam seis rodadas, temos que fazer nossa parte. É um desgaste tão grande, sofremos tanto no nosso jogo, mas não vou ficar sofrendo no jogo dos outros. Vou assistir o jogo, mas não vou me estressar para torcer para A ou B porque o desgaste nosso já é grande. A gente sai daqui que parece uma luta de UFC, tomara que os resultados ajudem, mas não vou secar ninguém."
O que dizer aos torcedores - "Tem que agradecer o torcedor, por entender a nossa forma de jogar, primeira coisa. Ganhamos em casa sofrendo, sem posse de bola e o torcedor não vaia a equipe. Temos sido recebidos com festa, todos recebem esse carinho do torcedor, até por isso os jogadores estão se doando um pouquinho a mais sempre. Então só tenho que agradecer, não prometo nada, só empenho. Não vai faltar empenho de ninguém, que eles acreditem na nossa forma de jogar, isso não vai faltar por parte de ninguém." Claudinei Oliveira via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário