Coletiva pós-jogo de Claudinei Oliveira

|
"A gente falava para os atletas no intervalo que o Vasco estava nos respeitando e tínhamos que respeitar o Vasco pela sua grandeza. Às vezes, estávamos atacando com os dois laterais e nos expondo para tomar um contra-ataque. Tínhamos que ter esse cuidado. O Vasco estava esperando a gente, tínhamos que ter calma, acertar melhor a jogada. Não queríamos perder pontos, eu queria dois, quatro ou seis, conseguimos quatro. Acho que foi um aproveitamento bom para esses jogos difíceis que tivemos e que nos coloca, na pior das hipóteses, em quarto lugar no término da rodada, era o objetivo. Foi um jogo difícil, soubemos suportar a pressão do Vasco, Renan mais uma vez esteve muito bem, a defesa muito bem postada. Faltou só encaixar um pouquinho os contra-ataques, finalizar melhor. Lamentamos só isso, não ter sido tão bem ofensivamente."
Vasco dando espaço - "Faltou encaixar o contra-ataque. Quando roubava a bola, o jogador da frente, ao invés de dar profundidade, vinha buscar a bola no pé para sair tocando. Como o Vasco começou a se expor muito, a gente precisava dessa profundidade, a gente precisava que o jogador que viesse pegar a bola girasse e recebesse a bola no fundo, com um passe para sair na cara do gol. A gente estava esperando uma jogada dessa, mas na hora do jogo a tomada de decisão é do atleta. Acho que o estádio é bom, a CBF normatizou tanta coisa, mas poderia normatizar o banco de reservas. As laterais do campo, para os treinadores, não só para mim, é horrível, para o Jorginho também. Acredito que se a gente encaixasse melhor a transição, acertasse melhor o passe, a tomada de decisão poderia ter sido diferente, e a gente saído com a vitória, mas pelo volume do Vasco, pelas defesas do Renan, temos que estar satisfeitos com o ponto que a gente conquistou."
Dificuldade de posicionamento - "O posicionamento da equipe inicial foi o mesmo. Acreditávamos que o João, o William e o Marquinhos não suportariam os 90 minutos, que poderíamos terminar com um a menos. Então preferimos começar com o Marquinhos e o William, que, infelizmente, saiu lesionado. Taticamente, a postura da equipe é a mesma, o que mudou foi a gente ter enfrentado os adversários que pressionavam a saída de bola e ter tido o espaço no contra-ataque. O Vasco, talvez por ter visto nossos jogos, esperou a nossa equipe no campo deles. E, na hora de propor o jogo, entrou isso de movimentação, opção errada. Infelizmente, acho que poderíamos ter sido mais ofensivos, mas não dá para lamentar empatar com o Vasco em São Januário. Temos que comemorar esse ponto. Poderia ter sido mais, mas acho que ficou mais perto a gente ganhar do Ceará do que ganhar do Vasco hoje, temos que ser realistas. O Vasco criou, o Renan foi uma das figuras em campo. Resta continuar trabalhando e pensar no Paraná."
Matemática - "Temos pensado jogo a jogo. Sempre tenho falado isso. Os matemáticos falam em 63, outros 65, têm times que subiram com 60. Temos que ir jogo a jogo. Nessa rodada, na pior da hipóteses, vamos terminar em quarto. Na próxima rodada, se a gente ganhar, ficamos no G-4. Temos que ir rodada a rodada. Um empate nesse jogo nos garantia no G-4, e conseguimos. Estamos indo rodada a rodada. Vamos jogo a jogo, passo a passo, respeitando todos os adversários. Contamos com o apoio do nosso torcedor. Eles têm nos incentivado. Tem mais coisas positivas para gente comemorar do que negativas." Claudinei Oliveira via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário