Revés não abala equipe

|
Perder uma partida não é desejo de nenhuma equipe de futebol, ainda mais quando o principal objetivo é conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. E quando o clube tem 9 jogos de invencibilidade e está no grupo dos quatro melhores? Neste caso, o tropeço dói na hora, mas não abala o time por muito tempo ou corre o risco de comprometer tudo para a sequência da competição. Esse é o discurso do Avaí, que acabou derrotado para o Atlético-GO, o líder da Segundona, por 3 a 0, na tarde do último sábado, e colocou fim à sequência positiva no torneio.
Para Evando, auxiliar que substituiu Claudinei Oliveira, suspenso pela expulsão no duelo contra o Goiás, o revés não irá abalar a equipe catarinense. O profissional destacou o forte trabalho realizado para que o Leão chegasse onde está. Assim, para não jogar tudo para o alto, ele avisou que o discurso será reforçado. A meta é seguir na briga pelo acesso à elite até o fim.
- É dizer que o equilíbrio da competição é grande. O Vasco perdeu para o Paysandu, o Atlético perdeu para o Vasco. Estamos disputando uma competição onde 10 equipes lutam pelo acesso, no mínimo. Perder para o líder é péssimo, mas é fora do normal? De maneira nenhuma. No fim, os atletas se abraçaram e disseram que vão juntar as forças e trabalhar para o jogo de sábado. Continua o caminho. Há nove rodadas eles se juntaram e mostraram força. Parabéns ao Atlético, time bem montado. Falei para o Claudinei que iríamos enfrentar uma grande equipe. via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário