Battistotti: "Que apoiem o Avaí"

|
Na saída de Nilton Machado da presidência do Avaí, Francisco José Battistotti assumiu o clube. Vice à época, enfrentou forte resistência dentro do clube e da torcida. Os avaianos desejavam uma troca, e Battistotti chegou a sofrer ameaças de morte, inclusive envolvendo a família.
O presidente, contudo, suportou as críticas e enfrentou dificuldades no comando azurra. Precisou lidar com problema de salários atrasados e a falta de resultados. A partir da contratação de Claudinei Oliveira, a situação mudou. O grupo deu resposta ao comando técnico e arrancou para o acesso.
"Eu perdoo a todos. E convoco para que apoiem o Avaí. O Avaí não é do Battistotti, dos notáveis, não é de ninguém, é da torcida. Vamos nos juntar para que façamos uma boa administração. Na próxima eleição vamos ver as decisões. Só temos que pensar no bem do Avaí. Entrei com a minha humildade de sempre, tenacidade, o Avaí não pode mais ter pessoas que vêm porque batem no peito. A humildade é importante em qualquer gestão e administração.
Esse retorno à série A é importante, vamos colocar o Avaí no caminho em 2017 e entregar o clube saneado para quem assumir o clube. Não sei se vou concorrer na eleição, agora eu só penso na festa. Não sei ainda. Esquece tudo que fizeram ,os caras que plantaram isso hoje estão certamente arrependidos do que fizeram. Antes de falar, de fazer, é importante analisar. Sou avaiano de coração, dou minha vida pelo Avaí e fomos recompensados." via Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário