Não despreze o time do primeiro turno

|
Renato, Vítor, Caio Cesar, Romulo, Gabriel, Menezes, Lucas de Sá, Santarém, Gustavo, Capa e Alemão jogadores locais. O estadual não serve como referência e com este time o Avaí ia cair. Agora dizem que melhorou por causa de um zagueiro. Eu quero rir e acabo chorando.
Eu vejo além do óbvio e sou comentarista de resultados a cada jogo, a cada rodada só que só sei quem sobe na ultima rodada, quando acaba o campeonato, mas há quem revela os felizardos na primeira rodada, pelo passado dos jogadores e pela cor da camisa. Isto eu entendo como preconceito e provincianismo. 
O resultado, a honra e a glória só se consegue no fim porque usando um clichê é uma frase pronta: perde-se uma batalha, mas não se perde a guerra. Afinal o jogo só termina quando acaba e já dizia Sócrates - uma coisa é uma coisa...
Há quem pense e diga que o time do Avaí no começo do campeonato jogava pra não cair. Então despreze os 12 pontos que eles conquistaram, que não ganharam de mão beijada, lutaram sofrendo críticas. Seja injusto, desconsidere e retire da tabela de classificação estes 12 pontos. Tire, subtraia porque jogavam para não cair.
Não, jogavam para somar pontos, que colocam o Avaí onde está. Ingratos, desprezem o esforços daqueles que chamavam de ruins, que não tinham qualidades e vejam onde o Avaí estaria: 58 menos 12 é igual a 46 pontos que só serviriam pra manter o Avaí na segunda. Cada um com sua justiça e com sua maneira.
Despreze o time do primeiro turno ou agradeçam porque foram eles que deram a base de todos os pontos conquistados até aqui. Ou não?” Paulo Brito, jornalista, via Facebook.

Um comentário:

Sérgio disse...

Pensei que nunca mais fosse ter o desprazer de ler ou ouvir algo do Brito de novo...hoje foi meu dia de azar.

Postar um comentário