"Não estou satisfeito, quero mais"

|
Claudinei Oliveira tem um aproveitamento 89,7% no comando do Avaí. São 13 partidas, com 10 vitórias, um empate e uma derrota. Com ele, o time faz a melhor campanha do returno e se tornou, ao lado do Bahia, o melhor mandante da Série B. Todos esses números positivos garantem ao técnico um fim de ano com reconhecimento, certo? Errado, para ele 2016 só terminará bem se tiver o acesso.
- Nós pensamos jogo a jogo. Trabalhamos friamente, mas o torcedor não é racional e muito dirigentes também são só emoção, afinal a maioria são torcedores do clube. A gente fez muito, mas se não tiver o acesso daqui a pouco o Claudinei não presta. Se um jogador errar em um lance importante, também não presta mais. Não adianta no íntimo saber que o trabalho foi muito bom e não conquistar esse acesso. Não estou satisfeito com o que foi feito até agora, quero mais.
Nessa filosofia do jogo a jogo, Claudinei Oliveira está focado na partida contra o Oeste, hoje, às 19h15min, na Arena Barueri. Se vencer, o Leão pode subir na próxima rodada, em jogo contra o Náutico, na Ressacada, sábado, às 17h.
- O mais importante é o próximo jogo. Não adianta ficar pensando nos jogos do Náutico, Londrina e Bahia. Temos que pensar no nosso jogo. Pensar no Oeste e fazer uma grande partida e pontuar, de preferência a vitória. O jogo com o Náutico é importante, mas não dá para jogar antes. Um dos nossos méritos é não ficar pensando antes. Os jogos têm sido tensos aqui na Ressacada e com o Náutico será mais complicado ainda. via Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário