Entrevista com Agnello Gonçalves

|
A vida é feita de desafios. Frase batida, porém se encaixa perfeitamente ao momento de Agnello Gonçalves, gerente de futebol do Avaí. Campeão da Copa São Paulo de Juniores em 2012 e 2015 pelo Corinthians, onde ficou por cinco anos, e de se arriscar como preparador físico no Paraguai, o dirigente aceitou o cargo do clube catarinense no início de 2016.
Ao chegar no Avaí, (8 de janeiro) Agnello encontrou um cenário mais adverso do que imaginava. Em entrevista ao Esporte Interativo, o dirigente revelou qual foi o maior desafio ao assumir o Leão.
“Acho que o grande desafio foi o salário atrasado. A gente sabe que isso é muito complicado. Mas tive um outro momento muito difícil, que foi no Estadual. A gente não teve um bom rendimento no campeonato, e a pressão foi muito grande. Na pré-temporada, em Granado, tínhamos apenas 19 jogadores. Aí começou um trabalho de reconstrução no elenco. Dentro do que o Avaí oferecia financeiramente, corremos para fazer parceria com outros clubes para conseguir reforçar o elenco”.
Mesmo com o Avaí passando por dificuldades financeiras, Agnello fez questão de ressaltar os motivos que o fez aceitar o desafio de trabalhar na equipe catarinense
“Eu já havia trabalho no clube em 2010. E, desde quando eu estava no Paraguai, tinha o desejo de voltar a fazer parte da gestão do Avaí. Como eu já tinha uma identificação com o clube e já conhecia a cidade, não pensei duas vezes na hora de voltar”.
Esse foi o seu maior desafio na carreira?
Posso dizer que sim. Cheguei e no dia seguinte viajei para a pré-temporada. Parte do planejamento já havia sido montado. Muitos salários estavam atrasados, e a situação estava muito delicada. Não imaginava que estava tão grave sim. A gente teve que reformular todo o planejamento para 2016.
Você acha que conseguiu fazer um trabalho melhor do que imaginava?
Creio que sim. Encontrei o clube em uma situação muito complicada. Mas não foi um trabalho individual. Tenho que parabenizar a todos. Da diretoria ao roupeiro.
Mesmo com todas as dificuldades, o Avaí retornou à Série A. Virão grandes contratações?
Estamos olhando o mercado. Estamos mapeando o mercado para contratar jogadores certos. Algumas renovações podem acontecer. Espero começar o Estadual com número satisfatório de jogadores. Dispensamos três jogadores e, com isso, podemos correr para finalizar o planejamento.
Qual vai ser o objetivo do Avaí no Campeonato Brasileiro de 2017?
Temos que ser realistas e ter dimensão onde podemos chegar. A gente entra na Série A do Campeonato Brasileiro buscando a permanência na elite. via Esporte Interativo

Nenhum comentário:

Postar um comentário