Em busca de um goleiro e dois atacantes

|
Ontem o Avaí iniciou o ano de 2017 com a reapresentação do seu elenco. Vinte e três atletas realizaram exames médicos e começaram os trabalhos físicos em dois períodos no estádio da Ressacada. Durante a tarde, o diretor de esportes Joceli dos Santos e o presidente Francisco Battistotti falaram com a imprensa e garantiram que o clube ainda busca um goleiro e dois atacantes para fechar o grupo para o Campeonato Catarinense.
Entre as novidades, que pisaram pela primeira vez na Ressacada, estão os zagueiros Gustavo, com passagem pelo Bahia, e o colombiano Salazar, que veio do Barra, da segunda divisão Catarinense. No ataque, a cara nova é Denilson, de 21 anos, cria do Fluminense e que também passou pelo Granada, da Espanha, e pelo futebol do Azerbaijão. 
No gol, é certo que o goleiro Renan, um dos destaques em 2016, vai se despedir do clube. Segundo Joceli, ele tem proposta do futebol do exterior e não retorna em 2017. Para a posição, o clube trabalha com três nomes - um deles é o xará Renan (ex-Goiás e Inter): "Esperamos ter o nome até quinta-feira"
Entre os atletas que se reapresentaram estão velhos conhecidos da torcida, como Marquinhos, Diego Jardel e Betão. Um dos destaques de 2016, o lateral Capa teve problemas com um voo e chega nesta quarta-feira. 
No ataque, ainda há uma indefinição sobre a volta de Lucas Coelho. O jogador sofreu uma lesão em 2016 e vai ser examinado pelo médico Luís Fernando Funchal. Caso se recupere, pode jogar ainda no Campeonato Catarinense. Quem também tem retorno garantido ao clube é o volante Ferdinando. O Avaí possui uma dívida trabalhista com o atleta, que fez um acerto para retornar ao time esse ano e abater os valores.
Questionado se o Avaí pretende trazer algum jogador conhecido, o presidente Battistotti afirmou que o clube está atrás de reforços para repor perdas como Fábio Sanches e Renan: "Não estamos pensando em jogadores de renome. Queremos jogadores que venham para ajudar" disse o presidente.
Um possível reforço é o lateral-direito Leandro Silva. O jogador chegou a acertar as bases salariais com o Leão, porém fez novas exigências e as negociações chegaram a um impasse. 
Outro impasse é em relação à situação do volante Djavan, do Botafogo da Paraíba. Ele chegou a ser anunciado como reforço para 2017 e era esperado para a apresentação desta terça, porém um novo entrave foi colocado no negócio. Segundo Battistotti, o clube assinou um contrato nesta terça-feira e enviou ao jogador na Paraíba. Falta o "sim" do atleta para a conclusão da negociação. via Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário