Coletiva pós-jogo de Claudinei Oliveira

|
"A equipe foi bem, nos inícios dos tempos eles nos pressionaram. Mas conseguimos trabalhar bem a bola, erramos alguns passes por dentro e tivemos as melhores chances. O retrato do objetivo é que achamos pouco empatar aqui, eu acho um baita resultado. Mas os jogadores no vestiário sentimos que eles queriam um pouco mais."
Lamentando o resultado - "Não chega a ser indignação, mas os jogadores ficaram chateados. Tivemos chances de marcar e não conseguimos. Mas mostra que o grupo quer algo mais. Eles sentiram que poderiam ter vencido. E até em respeito ao Joinville, não podemos achar um absurdo o empate. Foi mais um jogo sem sofrer gols. Temos que ver as coisas positivas."
Sentir após o pênalti - "Fomos bem até o final, terminamos melhor que o Joinville, méritos da nossa preparação física. E pênalti acontece. Se tem uma pessoa com créditos no Avaí, é o Marquinhos. O próximo pênalti ele pega a bola e bate, sem problemas. Não dá para transferir a um atleta."
Saída de Capa - "Capa tomou o amarelo, fez três faltas em sequência. E daqui a pouco o Sandro expulsa ele e não poderia correr esse risco. Quando o Capa tomou a pancada, aproveitamos para trocar. Não queríamos colocar o resultado risco e botamos o João Paulo. Estou satisfeito, o Capa não queria sair, mas depois ele entendeu."
Nova fórmula da Copa do Brasil - "Não aprovo, não acho correto. É um jogo só, você favorece mais as zebras do que com duas partidas. Mas é o regulamento, foi aceito e é o que temos. Sempre que tem uma mudança, o técnico nunca participa. Muitas vezes os clubes se preocupam com a parte financeira e na minha opinião foi uma mudança equivocada. Vamos jogar, o regulamento está assinado. Vamos tentar a vitória e trazer a classificação."
Um gol sofrido em 5min - "Alemão foi zagueiro e sabe como funciona. Não deixamos os zagueiros expostos e pela leitura do Alemão encaixou bem. O segredo é trabalhar todo mundo. Se você der atenção a 11, quando mudar, quem entra não entende o jogo. Todos entendem a maneira de jogar e passa por isso, trabalho, manutenção da equipe."
Planejamento para Marquinhos - "Ainda não tenho respostas. Temos que ter cuidado com o Marcos, temos um jogo 10h de domingo, se tiver um calor, vai ser ruim. Vamos ver, falar. E o Denilson ele ficando imobilizado até segunda-feira diminuiria o risco de desalinhar a fratura e poderia viajar. Vamos conversar, a maratona é grande. O Luan, um dos nossos pilares, sentiu, vamos esperar. Pensar, curtir o resultado e a partir de amanhã pensar na Desportiva." Claudinei Oliveira via GE

Nenhum comentário:

Postar um comentário